TURISMO CULTURAL
 
     
TURISMO A INDÚSTRIA DA PAZ
É importante a grande contribuição que o Turismo Cultural está dando para a sociedade contemporânea.
O Estado da Bahia
Consolidou-se a Bahia, como um dos principais centros receptivos de turistas estrangeiros.
Vila do Diogo
Uma antiga aldeia jesuítica dos primeiros tempos coloniais, que até recentemente ainda sobrevivia da pesca, foi objeto de minuciosa pesquisa, por alunas da FTC.
Educação Patrimonial, Barra - BA
Aberto ao público em fevereiro de 1999, funciona no casarão construído no final do século XIX, pelo Coronel Irineu Ribeiro Simões, depois de devidamente restaurado e ampliado.
Praça Catarina Paraguaçu e Fonte
Inaugurada em agosto de 2007, no local onde se banhava a índia Paraguaçu, esposa de Caramuru, há quase 500 anos.
Barra, Bahia
No séc. XVII, o 2o Francisco Dias de Avila, assentou uma fazenda de gado na confluência dos rios Grande e São Fco.
Nova atração turística da Bahia!!!
Grupo de empresários baianos aprimora o ônibus de dois andares de Londres e lança o Salvador Bahia Bus. (Link)
"Capital da Alagria" -1999
A personagem símbolo do Carnaval 99 foi Catarina "Paraguaçu", com a atriz Débora Adorno, sua descendente.
Litoral Norte da Bahia
Partindo de Salvador, pela Costa do Coqueiros, a Estrada do Coco e a Linha Verde interligam todo o Litoral Norte.
500 anos do Descobrimento - 2000
No desfile dos 500 anos, em Salvador, Ivete Sangalo desfilou como índia Catarina Paraguaçu.
Prefeitura de Mata de São João
Mata de São João é uma cidade abençoada por Deus, figura entre os mais belos destinos da Bahia e do Brasil.
Carnaval 2006, SP
Império de Casa Verde tornou-se bicampeã do Grupo Especial do Carnaval paulistano em 2006.
Fotos antigas das Ruínas
Fotos digitalisadas, das Ruínas do Castelo, tiradas no ano de 1960, por um morador da cidade de Dias D'Avila.
1º Congresso Int'l do Boi de Capim
Um evento, marcando a data histórica da importação das primeiras reses dessa raça, da Índia para a Bahia.
Boipeba - Bahia
Ponta dos Castelhanos:
O nome data do famoso naufrágio do barco espanhol "Madre de Diós" em 1534.
Paraguaçu Paulista - SP
A origem de "Paraguaçu" refere-se a Índia Tupinambá, esposa de Diogo Alvares, o Caramuru.
Dias D'Avila - BA
Assim passou a se chamar a antiga Feira Velha de Capuame, fundada no início do século XVII, por Francisco Dias d'Ávila.
Paraguaçu - MG
Uma Cidade no Sul de Minas Gerais, com localização privilegiada é um atrativo especial para os turistas.

 



TURISMO TEM SIDO O MELHOR
CAMINHO PARA O CONVÍVIO
PACÍFICO ENTRE OS POVOS,
DAÍ A DEFINIÇÃO
:
TURISMO A INDÚSTRIA DA PAZ

Turismo Cultural

É importante ressaltar a grande contribuição que o Turismo Cultural está dando para a sociedade contemporânea. O fato de que cada povo está aprendendo a valorizar sua cultura, sua natureza, sua música, sua comida, seu idioma, sua alma e sua história. O interesse maior do visitante moderno tem sido a riqueza do Patrimônio Cultural, Histórico e Natural. E, as comunidades interessadas em atrair turistas foram aprendendo a descobrir suas raízes culturais e passando a se orgulhar de suas origens e de suas tradições.



O Estado da Bahia (Brasil)

 

 


Constatou-se, nas últimos décadas, um incremento da demanda turística pelo Estado da Bahia, o que representou sua consolidação no cenário brasileiro, como um dos principais centros receptivos de turistas estrangeiros.

Dispondo ainda a Bahia de áreas totalmente preservadas, de grande beleza paisagística e de grandes atrativos para o turismo nacional e internacional, o Estado aproveitou, desde 1991, através de um meticuloso Programa de Desenvolvimento Turístico, suas potencialidades naturais, históricas e culturais, ordenando o espaço territorial e garantindo as ações necessárias ao desenvolvimento da indústria do turismo, tornando a Bahia competitiva no mercado internacional.


A Zona Turística da Bahia de Todos os Santos engloba, alem de Salvador, cidades históricas como Santo Amaro, São Felix, São Francisco do Conde, Madre de Deus, Maragogipe e Cachoeira - construída no século XVI - e que foi a capital econômica do Brasil, um monumento nacional pelo seu valor arquitetônico e cultural, além da Ilha de Itaparica.

 

 

Topo

 

Litoral Norte - Bahia (Brasil)

Partindo de Salvador, com acesso aos pontos turísticos da Costa do Coqueiros, a Estrada do Coco e a imponente Linha Verde interligam todo o LITORAL NORTE, um litoral até recentemente pouco conhecido, de praias paradisíacas com águas tépidas, bucólicas vilas de pescadores e uma história que se confunde com as origens do Brasil.


Foto da Inauguração em 1993

Praia do Forte, Litoral Norte - Bahia (Brasil)

Praia do Forte já dispõe de uma estrutura de turismo, de nível internacional, além de confortáveis pousadas, estando ali localizado o Centro Nacional do Projeto TAMAR, e uma Reserva Ecológica, administrada pela Fundação Garcia D'Avila.

Farol Garcia D'Avila

Praia do Forte

Castelo da Torre


Para a região da Costa dos Coqueiros, que vai de Praia do Forte, onde se localiza o CASTELO DA TORRE DE GARCIA D AVILA, distante 70 km de Salvador, e 50 km do aeroporto Luís Eduardo Magalhães, até Porto Sauípe, ao longo da Linha Verde, o maior complexo turístico da América Latina está sendo implantado, o que transformará a região num verdadeiro Parque Histórico, Ecológico e de Lazer.


Topo

Mata de São João - Bahia (Brasil)

2007

 

 

MAPA DIGITAL: http://200.187.12.197/website/mapaMSJOAO/viewer.htm
(Imagens com direitos autorais da Digitalglobe, Inc.)

Topo

 

Attração turística na Cidade do Salvador


Iniciativa inédita no Brasil, prioritariamente em Salvador.


Grupo de empresários baianos aprimora o ônibus
de dois andares de Londres e lança o
Salvador Bahia Bus
.
(Link)
< http://www.salvadorbus.com.br/ > (21jan2008)

 


Topo


Boipeba - Bahia (Brasil)

2001

 
 

Ponta dos Castelhanos:
O nome data do famoso naufrágio do barco espanhol "Madre de Diós" em 1534, acontecimento que inspirou muitas lendas, como uma ligação com Diogo e Catarina Alvares Caramurú e a fundação da primeira igreja de Salvador, a Ermida de N.S. da Graça. Devido aos diversos naufrágios que ali ocorreram desde então, o lugar tornou-se, para mergulhadores mais experientes, uma espécie de santuário submarino.

Topo

Barra - Bahia (Brasil)

2001

 


HISTÓRICO: - Origens - Entre 1679 e 1680, a Casa da Torre, cujo chefe era então o 2o Francisco Dias de Avila, assentou uma fazenda de gado no ponto em que o rio Grande deságua no Rio São Francisco.

Situada na foz daquele afluente, foi logo apelidada de Fazenda da Barra do Rio Grande. Para evitar confusão com o rio Grande antes assim batizado no Norte, acrescentou-lhe a indicação de Do Sul.


Religiosos franciscanos, capuchos ou alcantarinos, que não devem ser confundidos com os Capuchinhos, de 1680 a 1690, levantaram ali uma capela que, em honra do fundador da Ordem e homenagem ao então Senhor da Torre - o 2o Francisco Dias de Avila -, ficou sendo CAPELA DE SÃO FRANCISCO DAS CHAGAS DA BARRA DO RIO GRANDE DE CIMA, nome que perdurou até a elevação a cidade.

A Barra virou sede de bispado e, em 1956, após a chegada do primeiro bispo de Barra - Dom Augusto Álvaro da Silva -, foi a igreja matriz elevada à condição de Catedral. " (Enciclopédia de Municípios Brasileiros Vol XXIV - IBGE)

 


Link: Instituto Tania & Aydano


Centro Cultural Avelino Freitas


Centro Cultural Avelino Freitas
Aberto ao público em fevereiro de 1999, funciona no casarão construído pelo Coronel Irineu no final do século XIX e que, depois de devidamente restaurado e ampliado, abriga:

Link: Instituto Tania & Aydano
Link: Instituto Tania & Aydano

Consolidado o "Centro Cultural", o Instituto Tânia & Aydano Roriz investiu na construção de um hotel de lazer. Inaugurado em 1º de janeiro de 2001, o "Barra Lazer Hotel" - tido como o melhor do Vale do Rio São Francisco - tem dois objetivos básicos. O primeiro, transformar a Barra num pólo de atração turística. Depois, funcionar como Hotel Escola, onde os jovens da cidade possam desenvolver as aptidões necessárias para trabalhar, mais tarde, nos grandes projetos turísticos do Nordeste.


Link: Barra Lazer Hotel
Central Multimídia: Com seis computadores de uso público, onde qualquer pessoa pode aprender, gratuitamente, com a ajuda de instrutores, desde o básico em informática até línguas estrangeiras. Mas pode, igualmente, consultar programas educacionais multimídia do tipo: "Enciclopédia da Natureza", "Enciclopédia da Ciência", "Corpo Humano", "Enciclopédia Geográfica", "História do Mundo", "Enciclopédia do Espaço e do Universo", etc.

Link: Barra Lazer Hotel
Salão de Exposições: Onde uma "Breve História da Barra", sob a forma de mural fotográfico, tenta preservar a memória histórica para as novas gerações.

E uma Videoteca: Com mais de cem vídeoaulas e fitas educativas, voltadas para a Preservação Ambiental, Técnicas Agrícolas, Geografia, História, e duas cabinas de auto-serviço para as pessoas assistirem, gratuitamente, às fitas escolhidas.

Link: Barra Lazer Hotel
Auditório de 40 lugares: Com recursos de projeção multimídia, PowerPoint, DVD, VCR, pódium, flip-chart, ar condicionado e todo conforto, onde a Prefeitura, escolas, associações de classe e órgãos públicos promovem palestras, simpósios, gincanas culturais e assemelhados. Adicionalmente, ali, nas sextas-feiras à noite, funciona uma seção gratuita de cinema.


Barra Laser Hotel

Topo

São Paulo - SP (Brasil)

2006

 

CARNAVAL 2006
em São Paulo

Enredo:
"Do boi mítico ao boi real - de Garcia d'Ávila na Bahia ao Nelore - O boi que come capim.
A saga da pecuária no Brasil para o mundo"


Fonte/Link: http://www.imperiodecasaverde.com.br (28/02/20060)


28/02/06 11:27 ( Fonte: Reuters)

Império de Casa Verde é bicampeã do
Carnaval de São Paulo 2006

Fonte/Link: http://www.imperiodecasaverde.com.br/sinopse.php?ano=2006

Com um samba-enredo, De Garcia d'Ávila na Bahia ao Nelore - O boi que come capim - A saga da pecuária no Brasil para o mundo, a Império de Casa Verde tornou-se bicampeã do Grupo Especial do Carnaval paulistano em 2006. A Império encantou pelos grandes carros alegóricos, repletos de detalhes, e pelo luxo das alegorias. A agremiação tem cerca de 4 mil integrantes, que foram divididos em cinco carros e 26 alas.



Dias D'Avila - Bahia (Brasil)

2005 - 2006

 

Costa do Sauípe - BA - Brasil


O 1º Congresso Internacional do Boi de Capim terá como evento paralelo a Exposição Comemorativa 100 anos de Nelore, marcando a data histórica da importação das primeiras reses dessa raça, com objetivo comercial, da Índia para a Bahia. Outra ação é o Concurso de Monografias, promovido pela ABEXPO e pela FTC ­ Faculdade de Tecnologia e Ciências. Voltado a estudantes de graduação em áreas ligadas ao agronegócio, a iniciativa vai premiar com valores entre R$ 1 mil e R$ 3 mil, menções honrosas e inscrição para o Congresso, universitários que apresentarem as melhores monografias sob o tema ³Garcia D¹Ávila e sua importância para a pecuária nacional². Durante o evento serão realizados leilões de elite de bovinos e ovinos. No site www.boidecapim.com há mais informações sobre inscrição, pacotes de viagem, transporte aéreo e hospedagem, bem como dados sobre a grade completa de atividades. Quando: de 7 a 12 de março Onde : Na costa do Sauípe, Bahia Inscrições: Casa Costa do Sauípe ­ 11 6011 4549, falar com Fabíola, Aline e Camila Braconaro, de segunda a sexta das 9 às 18 horas Inscrições no site: www.boidecapim.com.

 
Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB)
Titulo Informativo Nelore - n.23 (formato PDF)
Capa
Data 26/1/2006 


Dias D'Avila - Bahia (Brasil)

2000

 
 

Assim passou a se chamar a antiga Feira Velha de Capuame, fundada no início do século XVII, por Francisco Dias d'Ávila - neto de Garcia d'Ávila e herdeiro da Casa da Torre. Como primeira feira agropecuária da Bahia, a Feira de Santo Antônio de Capuame se tornou um dos maiores centros de comercialização de gado do Brasil Colônia, tornando-se, em 1823, responsável pelo abastecimento das tropas e pelo arsenal da Casa da Torre, nas lutas pela Independência, na Bahia.


A Escola Municipal Florêncio Borges de Santana no desfile cívico do 7 de Setembro de 2003, em Dias D'Ávila

Christovão de Avila*

A Escola Municipal Florêncio Borges de Santana, no Município de Dias D'Ávila - BA, recebeu como tema para participação nas comemorações do Sete de Setembro de 2003 - "A fundação da Cidade de Dias D'Ávila".

Por informação do professor Antonio Elias Neto, a Escola Municipal construiu uma maquete do Castelo da Torre de Garcia D'Avila, que foi levada pelos alunos, no desfile cívico do 7 de Setembro.

Por solicitação do citado professor, enviamos a ele, imagens digitais de plantas arquitetônicas, fachadas, detalhes e fotos, inclusive uma foto do Castelo, descoberta recentemente, tirada no ano de 1856 pelo Visconde de Santa Vitória, que forneceu detalhes desconhecidos da construção, o que permitiu fosse executada a primeira maquete correta do monumento.

Até a Academia de Letras do Município foi procurada pelo professor Antonio Elias Neto, para obter informações quanto ao monumento (Marco), colocado na entrada da Cidade, por ocasião da troca do nome para Dias D'Avila, que continha uma placa comemorativa, homenageando Francisco Dias de Avila, um dos Morgados da Casa da Torre. Da mesma forma, está ele tentando localizar as ruínas da antiga Igreja, construída pelos Avilas da Casa da Torre, quando a região era o principal Curral de criação de gado e um dos maiores centros de comercialização do Brasil Colônia.

Saudações à Direção, Profesores, Funcionários e Alunos da Escola Municipal Florêncio Borges de Santana e à Cidade de Dias D'Avila, com os agradecimentos ao professor Antonio Elias Neto e, também, ao seu pai Dinalvo Elias, pelo envio fotos digitalisadas das Ruínas do Castelo Garcia D'Avila, tiradas por ele no ano de 1960, que estão aqui apresentadas.

* Presidente do Centro Cultural e de Pesquisas do Castelo da Torre e membro do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil, do Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro e do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, dentre outros.


Vista aérea das Ruínas do Castelo da Torre

Estudos para construção da Maquete

Topo

 

Homenagem à Francisco Dias d'Ávila Caramurú

Numa placa de cimento, no obelisco plantado na plataforma da estação de trens da cidade de Dias D’Avila, na Bahia, consta:
Campo Histórico Dias D’Ávila – O Senado Estadual sob a Presidência do Coronel Frederico A. Roiz da Costa, sendo Governador da Bahia o Doutor Vidal H. Baptista Soares e Secretário da Justiça o Doutor Francisco Prisco de S. Paraíso, acolhendo o apelo do Doutor F. Borges de Barros, Diretor do Museu do Mesmo Estado, obteve dos altos poderes da República denominar-se Dias D’Ávila esta estação ferroviária, plantada no campo histórico da grande feira colonial instituída pelos intrépidos bandeirantes da legendária Casa da Torre, cujos feitos esta lápide rememora. 8 de setembro de 1928”.


FONTE: Estações Ferroviárias do Brasil: http://www.estacoesferroviarias.com.br/ba_paulistana/dias.htm
Assim passou a se chamar a antiga Feira Velha de Capuame, fundada no início do século XVII, por Francisco Dias D’Ávila Caramurú – bisneto de Diogo e Catarina Alvares Caramurú, neto de Garcia D’Avila e herdeiro da Casa da Torre. Como primeira feira agropecuária da Bahia, a Feira de Santo Antônio de Capuame se tornou um dos maiores centros de comercialização de gado do Brasil Colônia, tornando-se, em 1823, responsável pelo abastecimento das tropas e pelo arsenal da Casa da Torre, nas lutas pela Independência, na Bahia.


Dias D'Avila - Bahia (Brasil)

2000



Foto das Ruínas do Castelo Garcia D'Avila, tiradas, em 1960, pelo Sr Dinalvo Elias

Foto das Ruínas do Castelo Garcia D'Avila, tiradas, em 1960, pelo Sr Dinalvo Elias
Fotos digitalisadas, das Ruínas do Castelo Garcia D'Avila, tiradas no ano de 1960, pelo
Sr Dinalvo Elias, morador de Dias D'Avila


500 anos do Descobrimento do Brasil

2000





No desfile em comemoração aos 500 anos do Descobrimento do Brasil, em Salvador - Bahia, a cantora Ivete Sangalo desfilou em um carro aberto, pela praça do Campo Grande, como índia Catarina Paraguaçu, ao lado de Acelino Freitas, o campeão mundial da categoria superpenas, que interpretou Diogo Álvares Caramurú.

ISTOÉ - Sérgio Pedreira

Salvador da Bahia, Capital Alegria

1999


Em 1549, quando Tomé de Souza chegou à nossa terra, foi recebido com uma grande festa. O náufrago Caramuru, que aqui vivia com os índios, mostrou a hospitalidade e a generosidade da terra para os portugueses que iniciaram a construção da primeira capital do império português no Novo Mundo. Nestes 450 anos o povo de Salvador sempre lutou com fé, cultivou esperanças, venceu desafios e nunca deixou de comemorar com alegria suas tradições.

A celebração cotidiana na vida se firmou como um das maiores características do seu povo, mas, de todas as festas, a que verdadeiramente conquistou o coração dos baianos foi o Carnaval e, por isto, nada mais coerente do que fazer do Carnaval de 1999 uma verdadeira homenagem aos 4,5 séculos da nossa belíssima cidade.

O SÍMBOLO
A personagem símbolo do Carnaval 99 foi a figura lendária de Catarina "Paraguaçu", a corajosa mulher do náufrago Diogo Caramuru e a mais reverenciada personalidade feminina do século XVI no Brasil. "Paraguaçu" era uma mulher de personalidade forte e dotada de grande sabedoria, que se tornou líder de seu povo e autoridade respeitada até pelos inimigos de sua tribo.

Seu prestígio e apoio foram fundamentais para que, em 1549, Tomé de Souza fundasse a cidade do Salvador. O símbolo do carnaval foi "encarnado" pela atriz baiana Débora Adorno, dirigida por Deolindo Checcucci, com roteiro de Cleise Mendes e maquiagem de Doda Guedes, com figurinos indígenas produzidos pelo artesão Manauara Jander Cabral, responsável pelas vestimentas e alegorias do festival de Parintins/AM.

Em todos os lugares onde esteve, o símbolo do Carnaval 99 foi saudado e reverenciado pela simpatia e carisma de todos os foliões que transformaram e afirmaram: "Salvador da Bahia, Capital da Alegria".

FONTE: http://www.carnaval.salvador.ba.gov.br/historia_hom1999.asp

Carnaval 1999
Homenagem





Inauguração da Linha Verde, Litoral Norte, 1993

Conhecida como "Estrada Ecológica", a imponente Linha Verde, trecho que vai de Praia do Forte, no município de Mata de São João, até a novelesca vila de Mangue Seco, em Jandaíra, no limite com Sergipe, foi Inaugurada em fins de 1993, pelo então Governador Antônio Carlos Magalhães:


..____________________________ _.Correio da Bahia, Salvador, 19 de dezembro de 1993
.

"Christovão de Avila fez a entrega ao Governador Antônio Carlos Magalhães, de uma placa de prata com um Brasão de Armas da Casa da Torre de Garcia D'Avila.

 

"... A História do Brasil está sendo reescrita." - lembrou o então governador, no seu discurso de inauguração "... Há exatamente 445 anos, o rei de Portugal - D. João III - assinava o Regimento de 17 de dezembro de 1548, entregue ao primeiro governador geral Tomé de Sousa. Seguindo este mesmo caminho, partindo da colina de Tatuapara, por aqui passaram os conquistadores e colonizadores do Nordeste, liderados por Garcia d'Ávila, seguindo o plano de ocupação do Brasil... Hoje repetimos a conquista, seguindo o mesmo caminho, através do Turismo ...".

Prefeito de Mata de São João, Ramaiana e Vice-Prefeita Rosa, ao centro Christovão de Avila.
 
TURISMO CULTURAL
 

..

Christovão de Avila
www.casadatorre.org.br



..

É permitida e estimulada a reprodução e a divulgação parcial ou integral, do conteúdo da presente Home Page, desde que mencionados os autores e as origens, reservados os direitos dos respectivos autores.

© Copyright 1999

..

TERMO DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE

casadatorre.org.br não se responsabiliza pelo conteúdo e oferta de produtos e serviços contidos em qualquer site e/ou loja virtual, a ele conectado.
 
Biografia:

CCPCTorre - Presidente - Biografia