.F11..- - FULL SCREEM -Melhor visualização
480 Anos do Primeiro Natal da Primeira Família Brasileira



INÍCIO DAS COMEMORAÇÕES

Caramuru na Passagem de Ano

Viana do Castelo homenageou Caramuru

Largas centenas de vianenses associaram-se, nos últimos dias do ano, à Câmara Municipal de Viana do Castelo, para prestar uma homenagem a Caramuru, o mítico herói vianense ligado à génese do Brasil. No âmbito das Comemorações dos 750 Anos do Foral Afonsino, a Autarquia promoveu vários eventos, de onde se destaca a apresentação de um livro e uma animada passagem de ano com a inauguração de um conjunto escultórico da autoria do Mestre José Rodrigues, na Praça da República.

A homenagem, que está integrada num conjunto de eventos que pretendem celebrar figuras que fizeram a História de Viana do Castelo, teve início na passada terça-feira com a abertura de uma exposição no renovado Museu do Traje. "Caramuru - O Vianense criador da Brasilidade" apresenta a História e a Lenda de Diogo Álvares Correia, homem de Viana que marcou a História do Brasil.

Caramuru, recorde-se, foi um destemido navegador que naufragou na Bahia de Todos os Santos, no Brasil, em 1508, e que está intimamente ligado à história daquele país. Quando, a seguir ao naufrágio, usou a sua arma de fogo e matou um pássaro, surpreendeu de tal modo os índios que estes lhe atribuíram poderes divinos. Casou depois com a filha do chefe da tribo Tupinambá, Paraguaçu, tendo tido grande influência quer na miscigenação que caracteriza a nação brasileira quer no acolhimento dos portugueses em terras de Vera Cruz.

Esta é a história contada na exposição, que se encontra dividida nas várias facetas do herói: aventureiro a bordo do barco que o levou ao Brasil, arrojado disparando o tiro que fez com que os índios o respeitassem e empreendedor, a receber uma carta de D. João III que reconhece o seu papel entre os índios, assumindo os seus valores culturais e casando com Paraguaçu.

No mesmo dia, foi apresentada a edição crítica da autoria de Amadeu Torres "Caramuru Poema Épico do Descobrimento da Bahia" de José de Santa Rita Durão, naquele que é considerado "Os Lusíadas" da história do Brasil, tendo o autor e a obra sido apresentados pelo historiador Alberto Abreu.

Amadeu Torres, vianense da freguesia de Vila de Punhe, é doutor em Filologia Clássica e Professor Catedrático da Universidade Católica e da Universidade do Minho e também cidadão de mérito de Viana do Castelo, e compôs uma edição crítica que, segundo ele, retrata "o descobrimento da Baia, feito quase no meio do século XVI por Diogo Álvares Correia, nobre vianês, compreendendo em vários episódios a história do Brasil, os ritos, as tradições, milícias dos seus indígenas, como também a natural e política das colónias".

Na última noite do ano, na Praça da República, centenas de pessoas deram as boas vindas ao novo ano com uma contagem decrescente acompanhada do descerrar de um novo conjunto escultórico da autoria do Mestre José Rodrigues. O escultor, acompanhado do Presidente da Câmara e do Prof. Amadeu Torres, inaugurou assim uma estátua representando o vianense Caramuru e a sua mulher Paraguaçú. A intenção da Autarquia nas Comemorações dos 750 Anos é, segundo o Presidente Defensor Moura, dar a conhecer a História de Viana do Castelo e os personagens que a fizeram grande.

A noite integrou também um espectáculo musical e fogo-de-artifício lançado do monte de Santa Luzia para que todos os vianenses pudessem celebrar o novo ano com um espectáculo pirotécnico.

Viana do Castelo, 02 de Janeiro de 2009

Gabinete de Imprensa

Câmara Municipal de Viana do Castelo
( In: http://www.cm-viana-castelo.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=870&Itemid=280 )
..
.
Armorial Histórico da Casa da Torre

.
Acervo: Armorial Histórico da Casa da Torre
Homenagem e Agradecimento
de descendentes de
Diogo Álvares Caramuru
à Cámara Municipal de
Viana do Castelo - Portugal


Cidade de Viana do Castelo
Rio de Janeiro - Brasil........Christovão de Avila
..
In: http://www.casadatorre.org.br/index.html
...Viana do Castelo - Portugal
2009 Jan 01

Caramuru na Passagem de Ano


Centro Histórico de Viana do Castelo



Publicado por casadatorre.org.br em 05.jan.2009
Fonte: Brigada do reumático: http://zezacastanho.blogs.sapo.pt/


Publicado por casadatorre.org.br em 07.jan.2009
Fonte: http://www.falcaodominho.pt/jornal/fm_news.php?nid=5024

Praça da República



Conjunto escultórico da autoria do Mestre José Rodrigues, na Praça da República.

Publicado por casadatorre.org.br em 05.jan.2009
Fonte: Brigada do reumático: http://zezacastanho.blogs.sapo.pt/

Publicado por casadatorre.org.br em 05.jan.2009
Fonte: Mar de Viana - Blog que retrata os acontecimentos do mar e porto de Viana
e arredores, nos bons e maus momentos, dos pequenos aos grandes senhores
http://maolmar.blogs.sapo.pt/23397.html

Museu do Traje



Exposição no renovado Museu do Traje: "Caramuru - O Vianense criador da Brasilidade" apresenta a História e a Lenda de Diogo Álvares Correia, homem de Viana que marcou a História do Brasil.

Publicado por casadatorre.org.br em 05.jan.2009
Fonte: Infogauda / Viana do Castelo
http://infogauda.blogspot.com/2008/12/agenda-de-janeiro.html


Publicado por casadatorre.org.br em 05.jan.2009
Fonte: Infogauda / Viana do Castelo
http://infogauda.blogspot.com/2008/12/agenda-de-janeiro.html


“CARAMURU-Poema Épico do Descobrimento da Bahia”
Amadeu Torres, vianense da freguesia de Vila de Punhe, é doutor em Filologia Clássica e Professor Catedrático da Universidade Católica e da Universidade do Minho e também cidadão de mérito de Viana do Castelo, e compôs uma edição crítica que, segundo ele, retrata "o descobrimento da Baia, feito quase no meio do século XVI por Diogo Álvares Correia, nobre vianês, compreendendo em vários episódios a história do Brasil, os ritos, as tradições, milícias dos seus indígenas, como também a natural e política das colónias.

Fonte: :http://www.jornalovianense.com/noticia.asp?idEdicao=104&id=3841&idSeccao=943&Action=noticia
2009 Fev 15
Homenagem de Viana a Caramuru
Christovão Dias de Avila, historiador e pesquisador, membro de diversas Instituições históricas, genealógicas, tecnicas e culturais, fundador e Presidente de um Centro Cultural no Rio de Janeiro, constituido com descendentes de Diogo e Catarina Álvares Caramuru, recebemos a seguinte comunicação:
“Cordiais saudações. Ao longo dos últimos vinte anos, com imenso orgulho das origens baianas e das raízes vianenses, vimos desenvolvendo projetos, trabalhos e atividades, em prol do resgate e difusão cultural e da preservação do imenso e precioso património relacionado com a Casa da Torre de Garcia d´Avila e locais vinculados à sua história, desde as Origens do Brasil, em Diogo e Catarina Álvares Caramuru, estando em preparação uma Exposição Comemorativa, do Armoriai Histórico, que integra o brasão de Armas da Cidade de Viana do Castelo.
Diogo Álvares, naufragado em 1509, além da sucessão com a princesa índia Paraguaçu, teve numerosos filhos com outras índias, sendo o primitivo povoador da Bahia, que se insere nas origens do povo brasileiro, como celebrou Gregório de Mattos ‘deste Adão de Massapé’, e a ‘mais antiga figura feminina da história do Brasil’, como se refere Pedro Calmon a princesa índia Paraguaçu, considerada ‘símbolo de congraçamento racial’ e “Mãe das Mães Brasileiras”, que tiveram grande influência na miscigenação que caracteriza a nação brasileira.
Ao longo dos séculos, descendentes de Diogo e Catarina Álvares Caramuru, dentre outros ramos, vincularam-se à geração de Jerónimo de Albuquerque com a filha da aldeia de Olinda, Muira-Ubi - Maria do Espírito Santo Arco Verde - Primeira Sociedade Brasileira; à nobreza dos Pereiras e Marinhos; entrelaçaram-se com os descendentes de Domingos Pires de Carvalho casado com Maria da Silva; à geração de Felipe Cavalcanti casado com Catarina de Albuquerque; e com a descendência do casal José Pires de Carvalho - Tereza Vasconcellos Cavalcanti de Albuquerque Deus-Dará; e vincularam-se na sucessão de Garcia d´Avila com a índia Francisca Rodrigues, integrando a Casa da Torre de Garcia d´Avila, e dando origem a boa parte população do Nordeste Brasileiro, que se irradiou pelo Brasil, e a algumas das mais importantes famílias brasileiras, com prolongamentos até nas cortes europeias e, recentemente, na Casa Imperial Brasileira.
Estamos prosseguindo com a divulgação dos 500 Anos da chegada ao Brasil de Caramuru, 1509-2009, iniciada no Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, em 2007, agora transmitindo as importantes informações, sobre as comemorações iniciadas festivamente, na virada do ano, em Portugal, promovidas pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, com a inauguração de um belo e majestoso conjunto escultórico da autoria do Mestre José Rodrigues, que, segundo o Presidente Defensor Moura, a intenção da Autarquia é dar a conhecer a História de Viana do Castelo e os personagens que a fizeram grande.
A exposição no Museu do Traje, “Caramuru - O Vianense criador da Brasilidade”, com três meses de duração, inaugurada no início de 2009, ano do Quinto Centenário da chegada de Caramuru 1509-2009, encerrará quando a primeira Capital do Brasil, a Cidade do Salvador da Bahia de Todos os Santos estiver comemorando 460 anos da sua fundação, marcando a chegada à Bahia do primeiro Governador Geral do Brasil, Tomé de Souza, com quem chegou Garcia D´Avila, sendo recebidos por Diogo e Catarina Álvares."

Fonte: http://www.jornalovianense.com/noticia.asp?idEdicao=105&id=3913&idSeccao=960&Action=noticia


2009 Ago 15
VIANA DO CASTELO HOMENAGEADA NO BRASIL
Os 500 anos da chegada do heróico vianense Diogo Álvares, o Caramuru, foram abertos no Brasil e estão a ser comemorados, no Rio de Janeiro e na Bahia, por descendentes de Caramuru, na sucessão da Casa da Torre de Garcia D’Ávila, congregados pelo Centro Cultural e de Pesquisas do Castelo da Torre - CCPCTorre, que completa 20 anos de profícuas atividades, com uma extensa programação, que envolve palestras, exposições, missas solenes e homenagens.
Uma Exposicão temática “Caramuru 500 Anos - o Heróico Vianense - nas Origens do Brasil - em Tatuapara”, do Armorial Histórico da Casa da Torre, levada do Rio de Janeiro e instalada no Centro de Visitação do Castelo da Torre de Garcia D’Ávila, foi promovida pela Prefeitura de Mata de São João, Prefeito João Gualberto Vasconcelos e Vice-Presidente da Câmara Municipal, Vereador Alexandre de Lima Rossi, autor do projecto de geminação com São Pedro de Rates, freguesia do concelho de Póvoa de Varzim - Portugal, tendo a participação do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, do Instituto Genealógico da Bahia e da Associação de Moradores da Graça, coordenada pelo CCPCTorre.
Em Salvador, primeira capital do Brasil, organizada pela Associação de Moradores da Graça - Amograça, com a participação do CCPCTorre, uma Missa festiva homenageou os 500 anos da chegada de Caramuru ao Brasil e os 460 anos da fundação da cidade, celebrada na Igreja de Nossa Senhora da Graça, construída a primeira hermida, por Caramuru e Paraguaçu, em Vila Velha, primeiro núcleo europeu contínuo do Brasil, hoje Bairro da Graça, ali foi o local onde se realizou a primeira festa religiosa, aquando da chegada do primeiro governador-geral Tomé de Souza, com quem veio Garcia D’Ávila, em 1549, recebidos por Diogo e Catarina Álvares Caramuru.
A celebração, presidida por Dom Miguel Souza, prior do Mosteiro de São Bento, no dia 29 de Março, contou com a participação do Coral do Mosteiro e da Banda do Corpo de Bombeiros da Bahia, presentes ao acto, o Prefeito João Henrique de Barradas Carneiro, o Vice-Prefeito Edivaldo Brito, o Chefe do Gabinete Fernando Shimidt, representando o Governador Jaques Wagner, o Secretário Municipal António Brito, o Vereador Pedro Godinho, além de outras autoridades e descendentes de Caramuru.
O evento seguinte, no Rio de Janeiro, integrou o ano da França no Brasil, promovido pelo Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana, que tem a direcção e o comando do Coronel Edson Silva de Oliveira, localizado na divisa de duas das praias mais famosas do mundo - Ipanema e Copacabana, um local que assumiu a terceira posição entre os pontos turísticos da cidade, ao multiplicar o seu público por mais de 10 em cerca de três anos, contabilizando mais de 460 mil visitantes no ano de 2008.
Trata-se da Exposição: “Caramuru 500 Anos - Das Origens do Brasil à Independência - o Heróico Vianense e uma Princesa índia - Katherine du Brézil”, aberta no dia 7 de julho, com a participação do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, do Instituto Genealógico da Bahia, da Associação da Nobreza Histórica do Brasil, sob a coordenação do CCPCTorre, apresentando a História, através de uma mostra temática de Brasões de Armas, do Armorial Histórico da Casa da Torre de Garcia D’Ávila, considerado uma das mais importantes colecções armoriadas, não somente do Brasil, mas de todo o Novo Mundo.
Esta Exposicão, que encerrou no dia 2 de Agosto, homenageia Viana do Castelo - Portugal, berço de Diogo Álvares, o Caramuru; Saint Malo - França, onde foi batizada Katherine du Brézil e se casaram; São Pedro de Rates, concelho de Póvoa de Varzim - Portugal, berço de Garcia D’Ávila; Mata de São João - Brasil, berço da Casa da Torre; e Salvador -Bahia, berço do Brasil e sua primeira Capital.
A homenagem especial do Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana a Viana do Castelo, nesta Exposição, é uma foto em grande tamanho, do conjunto escultórico da autoria do Mestre José Rodrigues, implantada na Praça da República, captada pelo vianense Carlos Rocha, na noite de inauguração festiva, na virada do ano 2008-2009, retratando a homenagem que a Câmara Municipal de Viana do Castelo prestou a “Caramuru - O Vianense criador da Brasilidade”, segundo o Presidente Defensor Moura, para dar a conhecer a História de Viana do Castelo e os personagens que a fizeram grande.

Christovão de Avila
Presidente de um Centro Cultural de Rio de Janeiro.
descendente de Caramuru. www.casadatorre.org.br

Fonte: http://www.jornalovianense.com/noticia.asp?idEdicao=117&id=4564&idSeccao=1160&Action=noticia


Christovão de Avila
www.casadatorre.org.br